Saturday, September 27, 2008

Tem gente aí que surpreende.

Existem pessoas extremamente interessantes. Elas podem ficar minutos, horas, dias ou até passar o resto da vida ao seu lado. Aquele tipo de gente que você nem ao menos conseguiu terminar de formular um pensamento e já te bombardeia com uma outra reflexão ainda melhor. Pessoas que te deixam com a boca aberta, em estado de choque. É impressionante encontrá-las. Não é coincidência. Deus com certeza mexe os pauzinhos e coloca elas lá, na sua frente, quando você mais precisa enxergar alguma coisinha diferente.

É uma frase. Um gesto marcado naquela rápida história. Uma atitude que te toca e te transforma. Um cutucão pra sair da sua zona de conforto. Elas não precisam dessa responsabilidade de querer fazer diferença na vida de alguém, mas elas querem participar da sua evolução. Sem cobrar nada, nem um obrigado sem-graça ou recompensa.

Pais, avós, tios, primos, amores rápidos, amigos, colegas, gente que passa na vida. Dá uma vontade de voltar no tempo só pra ficar mais uns minutinhos com elas, agradecer a ajuda e guardá-las dentro de uma caixa, debaixo da cama. Mas são seres humanos grandes demais para serem guardados. Não cabem dentro das nossas próprias vidas, porque precisam voar e ensinar outros. Porém, ficam marcadas ali, no passado, naquele espacinho de tempo. Sempre marcadas. E nada pode impedi-las. A energia movimenta esses seres para outras almas.

Antes de elas irem embora, agradeça. Se elas ficarem na sua vida, agradeça sempre. Seja eternamente grato por ter conhecido pessoas que te fazem mudar para melhor, nem que seja um pouquinho.

Friday, September 26, 2008

Washington Olivetto x Luciana Gimenez

Ontem assisti uma coisa que não entendi. Estava eu, mergulhada na imensidão de programas interessantíssimos da televisão brasileira, zappeando entre novelas, sériezinhas e programas falidos. Sem perceber, meu dedo foi escorregando pelos botões do meu super controle remoto até chegar na Redetv! sim, naquele programa da Luciana Gimenez. Não vou mentir. Ás vezes eu assisto. Só pela curiosidade de entender até onde vai a demência humana. Já assisti o caso da mulher silicone, da puta e da mineira que foi traída pelo namorado. É, como vocês podem perceber, o Superpop é um programa bem família, recheado de assuntos polêmicos, prontos para mudar a humanidade. Mas voltamos ao ontem. Sim, ontem o Washington Olivetto, um dos melhores publicitários do Brasil (e do mundo), estava lá, sentado na poltrona da Luciana Gimenez. Ponto de interrogação.

Todo mundo sabe que publicitário é prepotente. O Washington Olivetto poderia ter usado a bela desculpa da prepotência para recusar o convite de ir ao Superpop. Isso me faz pensar que o Washington Olivetto não seja prepotente. Indo descarga abaixo toda a minha concepção de personalidade publicitária. Porque, convenhamos, aceitar o convite para ir ao Superpop é um belo gesto de humildade.

Fiquei alguns minutos chocada e escutando as perguntas e respostas. Uma vez da Luciana e a outra do Olivetto. Bem, estou até agora sem entender o que o Washington foi fazer lá. Ele não precisa disso. Foi estranho. Um filme passou pela minha cabeça. Vestibular - Faculdade de Publicidade - aulas tendo como referência o Olivetto - término da faculdade - amando os textos do Olivetto - 2 anos depois - Tv -Superpop - Luciana Gimenez - Olivetto sentado na poltrona da Luciana Gimenez -!!!!!!

Se ele tivesse ido no Ronnie Von...ah, tudo seria diferente!

Thursday, September 25, 2008

procura-se

se alguém souber de vagas de Marketing social (terceiro setor), pls, me avisem!
tks

Tuesday, September 23, 2008

Código de ética dos índios americanos

1. Levante com o Sol para orar. Ore sozinho. Ore com freqüência.
O Grande Espírito o escutará se você, ao menos, falar.

2. Seja tolerante com aqueles que estão perdidos no caminho. A ignorância, o convencimento, a raiva, o ciúme e a avareza, originam-se de uma alma perdida.

Ore para que eles encontrem o caminho do Grande Espírito.

3. Procure conhecer-se, por si próprio. Não permita que outros façam seu caminho por você. É sua estrada, e somente sua. Outros podem andar ao seu lado, mas ninguém pode andar por você.

4. Trate os convidados em seu lar com muita consideração. Sirva-os o melhor alimento, a melhor cama e trate-os com respeito e honra.

5. Não tome o que não é seu. Seja de uma pessoa, da comunidade, da natureza, ou da cultura. Se não foi ganhado nem foi dado, não é seu.

6. Respeite todas as coisas que foram colocadas sobre a Terra. Sejam elas pessoas, plantas ou animais.

7. Respeite os pensamentos, desejos e palavras das pessoas. Nunca interrompa os outros nem ridicularize, nem rudemente os imite. Permita a cada pessoa o direito da expressão pessoal.

8. Nunca fale dos outros de uma maneira má. A energia negativa que você colocar para fora no universo, voltará multiplicada a você.

9. Todas as pessoas cometem erros. E todos os erros podem ser perdoados.

10. Pensamentos maus causam doenças da mente, do corpo e do espírito. Pratique o otimismo.

11. A natureza não é para nós, ela é uma parte de nós. Toda a natureza faz parte da nossa família Terrena.

12. As crianças são as sementes do nosso futuro. Plante amor nos seus corações e ágüe com sabedoria e lições da vida. Quando forem crescidos, de-lhes espaço para que cresçam.

13. Evite machucar os corações das pessoas. O veneno da dor causada a outros, retornará a você.

14. Seja sincero e verdadeiro em todas as situações. A honestidade é o grande teste para a nossa herança do universo.

15. Mantenha-se equilibrado. Seu Mental, seu Espiritual, seu Emocional, e seu Físico, todos necessitam ser fortes, puros e saudáveis.

Trabalhe o seu Físico para fortalecer o seu Mental.
Enriqueça o seu Espiritual para curar o seu Emocional.

16. Tome decisões conscientes de como você será e como reagirá. Seja responsável por suas próprias ações.

17. Respeite a privacidade e o espaço pessoal dos outros. Não toque as propriedades pessoais de outras pessoas, especialmente objetos religiosos e sagrados. Isto é proibido.

18. Comece sendo verdadeiro consigo mesmo. Se você não puder nutrir e ajudar a si mesmo, você não poderá nutrir e ajudar os outros.

19. Respeite outras crenças religiosas. Não force suas crenças sobre os outros.

20. Compartilhe sua boa fortuna com os outros. Participe com caridade. "

Friday, September 12, 2008

Good vibes!

Ok, vamos colocar um pouco de otimismo nisso aqui. Confesso que meus últimos posts não foram recheados de muitas palavras bonitinhas. Porém, tudo está mudando. Nesse ano aconteceram algumas coisas que não me deixaram lá muito pra cima. Sabe quando você se confunde nos seus próprios sonhos? Foram momentos assim. Meus sonhos me causaram grandes pesadelos.

A energia está voltando. Sinto-me melhor a cada dia e compreendendo um pouco a bagunça na qual fui me meter. Já tirei algumas caixas empoeiradas. Estou, aos poucos, jogando fora o que não faz bem pra mim.

Chegou a hora de virar a mesa. Jogar o prato na parede, o garfo no chão e a faca no primeiro idiota que aparecer na minha frente. Uma das coisas que eu mais vou lutar agora é pela minha liberdade.

Ser feliz é responsabilidade e obrigação sua.

"Não quero dinheiro, quero amor sincero, isso é o que eu espero. Digo ao mundo inteiro, eu não quero dinheiro. Eu só quero amar." Dinheiro compra casa. Dinheiro é necessário, mas NUNCA será seu ganha pão da felicidade.

É tudo clichê. Mas é verdade.

Pratique o otimismo, atraia energia positiva, sinta Deus dentro de você e o universo definitivamente conspirará ao seu favor.

Mas sem ser bobo, por favor hein.

Wednesday, September 03, 2008

Refaço-me

quero encontrar minha alma
jogada ali no buraco
escuro, ínfimo
gritando enlouquecida
rasgando as paredes feitas de choro
o pilar desgastado não consegue mais carregar o corpo
tudo pronto para embarcar no caos
meu rumo agora é esse
esquecer, desligar, desprender, desobrigar
ausentar-me do mundo
refazer-me
um tempo necessário e solitário para colar o estilhaço
viajo lá dentro
para desvendar cada cubículo de sentimento
respirando a poeira dos meus erros
se a vida me deu esse tempo
agradeço eternamente aos céus
vou buscar minha força vital
de nada adianta a ida sem saber a razão
quando juntar-me no mesmo ponto, voltarei
eu e minha alma

Tuesday, September 02, 2008

Devaneios sobre Dercy

Veronica: tá tá...vou ser convencional e te desejar que os seus 26 anos sejam muito melhores que os 25, isso sucessivamente até os seus 100 anos de idade.

enjoy it!

Tarso: 147, please. :)

Veronica: não seria muita prepotência da sua parte querer viver mais que a Dercy Gonçalves?

Tarso: Ela não teve fé!

Veronica
: ela teve sorte!

Tarso: é... se pá foi sorte... demoraram pra avisar pra ela...

Veronica: avisaram e ela esqueceu.

Tarso: Culpa daquele alemão que deixava ela louca.

Veronica: que alemão?

Tarso: Alzheimer.

Veronica: ah tá. mas acho que ela já nasceu com ele.

Tarso: que nada... ele que nasceu com ela...

Veronica: então "dercy gonçalves" é o nome de uma doença.

Tarso: Sim, mas acharam que chamar de Alzheimer seria mais sonoro.
Pronuncia pra vc ver: Allll-zrááááá-imeeeeeeer.
Parece nome de cmapo de concentração.

Veronica: é verdade. Heil Hitler. Allll-zrááááá-imeeeeeeer.
"A top Gisele Bündchen vem exercitando seu lado maternal sempre que pode. Ela foi vista nesta semana durante um momento família ao lado do namorado Tom Brady, do pequeno John, filho do antigo casamento do jogador, e da inseparável CADELA VIDA."

Por alguns minutos eu pensei: Será que eles estão chamando a ex mulher de Tom de cadela, ou ele teve um filho com uma cadela? MEDO

Shit happens!

Uma pessoa atrapalhada é eternamente uma pessoa atrapalhada. Dizia Manú, uma mulher da perna estilo canivete, pé chato e orelha de abano. Era um desastre. Na escola, na faculdade, no namoro e no emprego. Desde sua infância era um desastre.
Seu primeiro dia de aula caiu da cadeira e quebrou o dedinho da mão. Na 5ª série foi a primeira da escola a estrear o aparelho "cachorrinho", aquele suporte bizarro que se assemelha a uma coleira peitoral de cachorro, mas no caso de seres humanos, o acessório é adaptado no crânio. Sua boca nunca mais foi a mesma depois de ter tido a ridícula idéia de jogar queimada com o aparelho. A gordinha chata ranhenta fez da bola sua arma e da boca de Manú seu alvo mais que perfeito. Na 7ª série veio o aparelho das costas, uma espécie de cinta liga colocada na altura dos ombros. O Joãozinho (aquele mesmo das piadinhas) puxava o elástico e soltava há alguns centímetros de distância, só para assistir a colega sentir dor. No colegial começou a usar arames fixos em sua arcada dentária e aproveitou para dar início a um regime, no qual consistia na ingestão de apenas uma maça no intervalo das aulas. Emagreceu mais do que devia, a maça ficava acoplada nos brackets do aparelho.

Escolheu a profissão errada. Estudou estética, técnicas de Shiatsu e Quiropraxia. A primeira paciente foi levada ao hospital depois de ter sido submetida as mãos delicadas de Manú. Aplicou drenagem linfática e desenvolveu a técnica do "massa de pão". A cobaia perdeu tanta água do corpo que ficou desidratada. Trabalhou num cabeleireiro, fez maquiagem e enfiou o rímel na córnea da senhora obesa, cliente há mais de dez anos do salão. Cortou alguns cabelos e cortou orelhas. Um desses donos de orelhas, mesmo com a ferida, se apaixonou loucamente por ela.

O primeiro encontro foi um desastre. Odiava comida japonesa, mas não ia fazer desfeita. O temaki foi a causa de um de seus maiores constrangimentos, nem quando escorregou no vão do metrô passou tanta vergonha. O temaki sofreu uma decomposição em série. Primeiro no dente implantado erroneamente por um dentista fajuto do calçadão de osasco. Depois no decote da moça. Até alcançar sua sandália transparente comprada na promoção da Galinha Morta.

Casou com o dono da orelha cortada viciado em Temaki. Teve um filho e esqueceu o Bendito (o nome dele) no supermercado, depois de uma rápida compra. O menino foi anunciado 5x por uma mulher de voz sexy, cujo o objetivo era ser contratada por um tele-sexo, enquanto não dava certo, treinava no Carrefour mesmo. Mas nada da Manú buscar o pobre do coitado do menino. Depois de 3 horas na cozinha, ela se deu conta da falta de Bendito. Foi buscá-lo. O garoto estava em estado de choque.

Bendito casou. Nasceu o Júnior. Ela virou avó. Levou o garoto na praia e brincaram no rasinho. O pirralho, sem se dar conta, cabeceou a mandíbula da idosa Manú. Sua dentadura deu um salto mortal triplo e foi cair nas águas turvas da Praia Grande. Dias depois foi vista na boca de um mini-tubarão, virando notícia no Datena.

Morreu aos 80 anos de idade, não por problemas de saúde. Escorregou numa casca de banana, ingerida por ela mesma. Bateu a cabeça e sofreu um traumatismo craniano.

Monday, September 01, 2008

um texto perdido nos meus rascunhos

Quis descobrir a vida. Tentou entender o que ninguém entendia. Fez perguntas. Quis ter liberdade. Sentiu saudades. Matou a saudade. Foi agradável e prepotente. Fechou a boca e abriu na hora que não devia, ou devia. Não tinha um rumo. Aprendeu, ensinou e aprendeu. Sentiu a dor da perda. Sentiu a alegria de ganhar. Deu a alma em troca de outra. E ia assim, trocando de alma cada vez que encontrava uma nova alma. De tanto doar-se, cansou. Fez do mundo um lugar estranho. Também se estranhava, mas acreditava que estava dentro dos limites de normais de estranheza. De repente olhou lá dentro. Percebeu que gastou tempo sem olhar e que o tempo perdido só poderia ser compensado de uma forma: vivendo um novo tempo. Se é que existe compensação por deixar passar. Mas todo mundo deixa. E cansou de novo da culpa pelo perfeito.Então olhou diferente e de novo, pro mesmo ponto. O ponto continuava lá. Mas foi visto em outro ângulo e causou dúvida. Não parecia o mesmo. De certo era, mas era visto diferente. Do outro lado tinham todos os defeitos. Do outro, as qualidades.